quarta-feira, 02 dezembro 2020

N Notícias

Mais de 800 televisores vão ser distribuídos a alunos de famílias mais carenciadas para ensino à distância

Mais de 800 televisores que se encontram na ilha do Fogo vão ser distribuídos aos alunos de famílias com maiores dificuldades e que não possuem este equipamento para que possam acompanhar as aulas à distância.

Para esta primeira fase, o município dos Mosteiros foi contemplado com 471 aparelhos televisores, o de São Filipe com 273 e Santa Catarina do Fogo com 120 aparelhos, que vão ser distribuídos a igual número de famílias, consoante uma lista pré elaborada e encaminhada aos Ministérios da Educação e da Família e Inclusão Social para homologação e autorização.

O delegado do Ministério da Educação dos Mosteiros, Dinis dos Anjos, avançou à Inforpress que a lista foi encaminhada às autoridades e aguarda a homologação e acredita que na próxima semana a distribuição será efectuada às famílias beneficiadas e com crianças identificadas.

Já Osvaldo Rodrigues, delegado do ME de Santa Catarina do Fogo, indicou que a delegação tinha enviado a lista de distribuição para homologação, mas foi devolvida porque havia famílias que não estavam inscritas no Cadastro Social Único (CSU), adiantando que ainda esta semana a situação será analisada com a autarquia para que a distribuição possa acontecer a partir da próxima semana.

Um dos critérios para que as famílias possam ser beneficiadas é o de estarem inscritas no Cadastro Social Único, segundo Osvaldo Rodrigues.

Em São Filipe, segundo a delegada do Ministério da Educação, Sofia Monteiro de Pina, a delegação iniciou na quarta-feira a distribuição dos primeiros televisores para os alunos de família de nível um e que não dispunham deste equipamento em casa, e o processo de distribuição vai prosseguir na próxima semana.

A responsável fez saber que a lista de alunos sem televisor em casa foi feita pelos professores nas salas de aula e os dados depois foram cruzados com os do Cadastro Social Único e enviados para o departamento central para homologação e estando agora em fase de distribuição as famílias de nível um com crianças entre o primeiro e oitavo anos.

A mesma fonte indicou que São Filipe com o maior centro urbano da ilha e com melhores condições de vida tem menos beneficiários que os Mosteiros.

Os televisores plasmas modelo LG estão configurados para receber sinal de TDT e vão complementar as aulas presenciais com aulas à distância.

Em teoria, desde o dia 07 de Agosto, a ilha do Fogo deixou de ter zonas sombra e passou a estar 100 por cento (%) coberta pelo sinal de televisão com a entrada em funcionamento da TDT, mas neste momento várias localidades, quer da parte norte como da zona sul, depois de nos primeiros dias ter captado o sinal, regressaram à situação anterior e muitas pessoas, apesar de ter o box não recebem o sinal da televisão.

Esta situação poderá, por hora, dificultar o processo de ensino à distância através dos meios audiovisuais já que o sinal da rádio também não é recebido em boas condições em toda a ilha.

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)