19-12-2018

C Como Chegar

COMO CHEGAR

Mosteiros localiza-se no norte do Fogo, a 50 quilómetros, pelo sul e 35 km, pelo norte, da capital da ilha, São Filipe.

Com o encerramento do aeródromo dos Mosteiros nos finais dos anos 90, já não há como chegar ao concelho vindo directamente de outras ilhas.

Pode-se vir aos Mosteiros de carro (mini bus, táxi e automóveis de aluguer) e a pé, se preferir aventurar-se pelos caminhos vicinais que ligam o concelho a Chã das Caldeiras.

De São Filipe pela Via Norte

A via norte tem estrada asfaltada e é menos distante dos Mosteiros. A viagem de carro dura entre 35 minutos a uma hora.

De São Filipe pela via Sul

Pelo sul, percurso mais distante, passa-se pelo município de Santa Catarina e demora-se  entre 1 hora e 1h30 minutos a chegar ao concelho.

De Chã das Caldeiras, passando por Monte Velha

Para os aventureiros esta é uma boa proposta. Vir aos Mosteiros, a pé, desde Chã das Caldeiras, passando pelo perímetro florestal de Monte Velha, a crista verde da ilha, e por entre cafesais das zonas altas do concelho.

A duração da caminhada varia, dependendo do trilho escolhido, da época e das condições meteorológicas e do estado dos caminhos vicinais.

ONDE FICAR

  • Pensões

Gira Lua

Propriedade: Yuleidy Lazara Castaneda Diaz

Localização: Pai António

Quartos: 2 quartos com casa de banho. Acesso a wifi.

Serviços: Restaurante e Bar.

Contactos: Tel.: (238) 953 41 45; e-mail: giraluacv@gmail.com

Pensão Crhistine & Irmãos

Propriedade: Rosério Benevenute Rodrigues

Localização: Cidade de Igreja – em frente aos Paços do Concelho

Quartos: 8 quartos equipados com ar condicionado, TV e casa de banho.

Serviços: Restauração. Terraço/esplanada com vista para a principal rua da cidade e zonas altas do concelho.

Contactos: Tel.: (238) 283 10 45 ; e-mail: pensaorestaurantechristine@hotmail.com

Pensão Pirâmide

Propriedade: Maria de Fátima Rodrigues Fernandes

Localização: Cidade de Igreja, nas imediações dos Paços do Concelho

Quartos: 4 quartos equipados com ar condicionado, TV e casa de banho. Serviço de restauração e bar.

Contactos: Tel.: (238) 283 13 95; e-mail: piramide@sapo.cv

Tchom de Café

Propriedade: Maria Eugénia Barbosa Amado

Localização: Cidade de Igreja

Quartos: 10 quartos equipados com ar condicionado, TV e casa de banho. 4 Apartamentos T2.

Contactos: Tel.: (238) 283 16 10; e-mail: gennybarbosa@hotmail.com

COMER E BEBER

Bar/Café Dina

Propriedade: Irondina Rosa de Pina

Localização: Cidade de Igreja

Contactos: Tel.: (238) 973 84 85

Bar/Restaurante Francisca

Propriedade: Francisca Maria Brito

Localização: Cidade de Igreja

Contactos: Tel.: (238) 588 82 35

Restaurante Crhistine & Irmãos

Propriedade: Rosério Benevenute Rodrigues

Localização: Cidade de Igreja – em frente aos Paços do Concelho

Contactos: Tel.: (238) 283 10 45 ; e-mail: pensaorestaurantechristine@hotmail.com

Restaurante Pirâmide

Propriedade: Maria de Fátima Rodrigues Fernandes

Localização: Cidade de Igreja, nas imediações dos Paços do Concelho

Contactos: Tel.: (238) 283 13 95; e-mail: piramide@sapo.cv

Restaurante Tchom de Café

Propriedade: Maria Eugénia Barbosa Amado

Localização: Cidade de Igreja

Contactos: Tel.: (238) 283 16 10; e-mail: gennybarbosa@hotmail.com

SABORES

CAFÉ

É a menina dos olhos dos Mosteiros. 100% Biológico. De um aroma único e extraordinária textura é capaz de agradar a qualquer paladar.

É o mais internacional dos sabores do município. Vir aos Mosteiros e não provar o famoso café que aqui se produz é como ir a Roma e não avistar o Papa.

Para uma experiência inesquecível basta uma visita às zonas rurais do concelho para assistir à confecção tradicional do café; saboreá-lo no local e voltar revigorado.

Há também as produções industriais da Fogo Coffee Spirit, empresa de transformação do café situada em Mosteiros Trás, a 1 km da sede do município.

Pode-se comprar em lojas locais. Pode-se também adquiri-lo em pequenos pacotes (torrado, moído, ou mesmo em grãos inteiros) de pequenos produtores do concelho.  

GASTRONOMIA

Pratos Típicos

Como em toda a ilha e um pouco por todo o país, a gastronomia típica dos Mosteiros tem uma ligação especial com a terra, sendo o milho um de seus principais ingredientes.

A cachupa, a rainha dos pratos típicos de Cabo Verde, a djagacida, famoso prato tradicional da ilha do Fogo feito a partir de farinha do milho, com feijões, couve e peixe ou carne, o rolom, também à base de milho, a feijoada (à base de feijão congo) são alguns dos pratos típicos que se pode saborear nas terras do café.

Para um pequeno-almoço bem tradicional são indispensáveis o Café, um dos melhores do mundo, a cachupa ou djagacida refogadas, a batata-doce assada, o queijo de terra, a batanquinha (bolinho à base de milho e batata doce, frito) e a camoca (milho torrado e moído).

VINHOS E LICORES

Sodade

Vinho Sodade, marca registada de produtos vinícolas do Fogo, que incluem vinhos brancos, tintos e rosé, é produzido na localidade de Achada Grande, sul do município.

A Adega Sodade, que foi remodelado e melhorado em 2007, no âmbito do programa financiado pela União Europeia (UE) para a exploração de vinho no Fogo, produz também licores e aguardentes a partir de frutos produzidos nas zonas altas de Mosteiros e em Chã das Caldeiras.

O vinho Sodade é, sem dúvida, um dos sabores mais procurados por quem visita o concelho.

Likor di Musteru

Likor di Musteru (Licor/es de Mosteiros) é uma Linha de licores de frutas tropicais e orgânicas produzidos nos Mosteiros. É de produção artesanal. E de excecional qualidade.

DOCES

Mosteiros é conhecido pela produção do café e de frutas orgânicas. Bons ingredientes para uma doçaria de excelência.

Dentre os doces mais populares estão o doce de papaia, o doce de leite e o doce de azedinha (groselha branca), mas há muitos mais doces confecionados aqui.

A goiabada e a marmelada, por exemplo, são muito apreciadas e procuradas. Feitas aqui, de forma essencialmente artesanal e tradicional, fazem a delícia de que as prova.

Pode também deliciar doces de caju, de abóbora, de batata-doce, de calabaceira e de tamarindo.

Sucrinha e Fresquinha

A “sucrinha” é um famoso doce em barra produzido artesanalmente. De sabor contagiante e preço acessível a todos, as mais famosas “sucrinhas” entre nós são as de mancarra (amendoim), de leite e de coco.

A fresquinha é o nosso “gelado”. Feita em pequenos copos em plástico ou de alumínio e também em pequenos sacos de plástico, ela faz sucesso entre miúdos e graúdos.

Um bom refresco que quem prova, aprova. Vende-se em pequenas mercearias. No comércio ambulante. Em eventos culturais é um dos produtos mais procurados, principalmente pela criançada, mas não só. Há de vários sabores: tambarina(tamarindo), leite, cabaceira, laranja, morango, etc.

Mais Sabores

A moreia fritada, petisco de excelência para acompanhar com um bom grogue de terra ou cerveja “gelada”, o atum, a lagosta, frutos do mar diversos, são outros sabores, dentre muitos outros, que se servem no concelho, em restaurantes, bares, pequenas mercearias e até em “comércio ambulante”.

Fonte: cmmost.cv

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)