segunda-feira, 21 setembro 2020

N Notícias

Ministério das Infra-estruturas esclarece o modelo das obras de arruamentos do centro histórico

O Ministério das Infra-estruturas, Ordenamento do Território e habitação esclareceu quinta-feira o modelo de requalificação dos arruamentos do centro histórico de São Filipe, na sequência do descontentamento manifestado por vários segmentos da população.

As obras de requalificação dos arruamentos da Cidade de São Filipe (centro histórico), segundo a nota do Governo, iniciaram-se a 16 de Março e foram suspensas durante o período de vigência do estado de emergência e retomadas com a retoma das actividades no sector da construção civil.

Quanto aos materiais de pavimento, a nota indica que os trabalhos de pavimentação dos arruamentos e passeios devem ser realizados com cubos de pedra basáltica de dimensões aproximadas de 10×10 centímetros, vulgarmente designados de paralelos devidamente compactada com recursos a meios mecânicos.

Devido a escassez de material em pedra basáltica para produção dos “paralelos”, refere a nota, o empreiteiro solicitou a possibilidade de aplicação de materiais locais devidamente seleccionados como solução alternativa.

“Face a solicitação o dono da obra decidiu por realizar um teste, por via da execução de um troço experimental para posterior análise e eventual aprovação e este trabalho foi realizado numa das travessas da área de intervenção” destaca a nota.

No esclarecimento, o Ministério das Infra-estruturas, Ordenamento do Território e Habitação esclarece que dos resultados constatado até o momento “emitiu a sua reserva quanto à qualidade final do trabalho realizado”, tendo em consideração que “não cumpre às especificações requeridas no caderno de encargo, nomeadamente a utilização de pedra basáltica nas dimensões indicadas”.

A mesma fonte avançou ainda que está prevista uma vistoria de inspecção final agendada para a semana de 07 a 12 de Setembro, em que será comunicada a decisão final do dono da obra, salientando que o objectivo do projecto aprovado pelo IPC mantém-se inalterado, isto é, a meta e dotar a cidade de São Filipe de rosto novo, atractivo e equilibrado, sem pôr em causa o valor histórico e patrimonial da cidade.

A requalificação dos arruamentos visa restaurar e regenerar todo o piso da área antiga da cidade, uma área aproximadamente de quatro hectares e representa um investimento de 66 mil contos, com prazo de execução de um ano e está enquadrado no eixo III do Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidades (PRRA).

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)