sexta-feira, 10 julho 2020

N Notícias

Associação FG Turismo reúne-se em assembleia-geral para aprovar plano de actividades para 2020

A Associação Turística da ilha do Fogo (FG Turismo) reúne-se sábado, 30, em assembleia-geral para apreciar e deliberar sobre o plano de actividades e o orçamento para o ano de 2020.

Para esta assembleia-geral, que acontece dois meses depois da data inicialmente prevista no quadro dos estatutos da FG Turismo, devido a pandemia do novo coronavírus (covid-19), os membros da associação vão apreciar e aprovar o relatório das actividades e as contas de gerência referente a 2018/2019, mas também discutir aspectos relacionados com aceitação de legados e protocolos celebrados em 2019, de entre outros assuntos.

A presidente do conselho directivo da FG Turismo, Luísa Francisca Lopes, disse que o plano de actividades inicial para 2020 previa muitas acções, que poderiam ser desenvolvidas e implementadas a nível da ilha, mas que dada a situação criada pela pandemia o documento sofreu “alterações substanciais”, que vão ser analisadas pelos membros, e por isso não quis adiantar as principais acções que consta do plano.

A não realização da assembleia-geral no passado mês de Março como define os estatutos deve-se ao facto de a mesma ter estado em quarentena e a ausência de um dos membros do conselho fiscal que se encontrava ausente e que ainda se encontra retido na Cidade da Praia devido ao estado de emergência.

Apesar da situação os responsáveis da associação esperam uma boa participação dos membros na assembleia-geral, que decorrerá na sala de reunião do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) /Centro de Emprego.

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)