terça-feira, 17 setembro 2019

N Notícias

Instalações do ciclo preparatório reabilitadas vão albergar alunos do primeiro ao sétimo anos

As instalações do antigo ciclo preparatório/escola secundaria, reabilitadas recentemente, funcionarão, no ano lectivo 2019/20, como sede do agrupamento II e albergará alunos do primeiro ao sétimo anos das zonas litoral e norte do município dos Mosteiros.

O delegado do Ministério da Educação nos Mosteiros, Diniz Pires, disse a Inforpress que no ano lectivo 2019/20 o antigo ciclo recebe alunos até o sétimo das zonas do litoral e apenas os do sétimo ano da zona norte.

Neste momento, segundo a mesma fonte, os responsáveis locais do Ministério da Educação estão a proceder a mudança para o espaço e espera-se pela chegada, nos próximos dias, dos novos mobiliários para as salas de aulas.

Indicou que as escolas no município dos Mosteiros estão em condições físicas para o arranque do ano lectivo e “está tudo pronto” para que o inicio aconteça “sem grandes problemas”.

Nos Mosteiros, a previsão de alunos aponta para uma média 2.590, distribuídos pelos diferentes níveis de ensino, sendo 470 no pré-escolar, 1.710 na educação básica obrigatória até o oitavo ano e 410 no ensino secundário que serão orientados por 27 orientadoras do pré-escolar, 64 professores no ensino básico obrigatório e 45 do ensino secundário, incluindo os docentes do 7º e 8º anos na escola secundaria dos Mosteiros.

Segundo a previsão, neste momento faltam cinco professores, nomeadamente de Língua Portuguesa, Físico-química, Francês e Matemática do ensino secundário e um do primeiro ciclo do ensino básico, mas segundo o mesmo, o Ministério da Educação já garantiu que todos estarão nas salas no arranque das aulas.

O “maior constrangimento”, segundo o delegado de Educação nos Mosteiros, prende-se com a mobilidade de pessoal docente, tendo um corpo docente “muito novo” e com “pouca experiencia”.

Os principais desafios para este ano lectivo 2019/20, são, para Diniz Pires, trabalhar na diminuição das taxas de abandono e de reprovação, melhorar “cada vez mais” o sistema de gestão, como forma de garantir a proximidade da comunidade e das instituições, dinamizar acções contínuas de formação do docente e não docente. para “melhor prestação” do serviço público de educação e outros que possam surgir pontualmente.

Segundo o mesmo, na segunda-feira, 09, arrancam acções de formação para os docentes do primeiro ano em Língua Portuguesa e Ciências Integradas, estando prevista para as semanas subsequentes, formações em Matemática, Língua Portuguesa, Físico-químicas, Inglês e Francês para os professores do primeiro e segundo ciclos do ensino básico obrigatório, e em liderança para o pessoal de gestão da delegação e dos agrupamentos escolares.

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)