terça-feira, 20 agosto 2019

N Notícias

Doze famílias de Relva e Achada Grande beneficiadas com ligações de água

Doze famílias, sendo 11 da localidade de Relva e uma de Achada Grande, zona sul dos Mosteiros, passam a dispor de ligações domiciliárias de água, através do projecto implementado pela Associação Fogo Solidário (Afosol).

O projecto de ligação domiciliária de água foi implementado graças a contribuição financeira do bispo do Templo da Restauração, Ângelo Barbosa, natural da ilha, e que na tarde de quinta-feira, 30, juntamente com o presidente da associação Afosol, Eugénio Veiga, testemunharam a conclusão das ligações na localidade de Relva.

O presidente do conselho directivo da Afosol, uma organização não-governamental (ONG), Eugénio Veiga, que é também natural de Relva, disse que no passado vivenciou a situação grave de água e dos momentos de sofrimentos de mulheres, crianças e de animais a transportarem água, indicando que o projecto visa minimizar o sofrimento do passado.

Disse esperar que, juntas, as pessoas possam construir mais para proporcionar “uma alegria maior” e lançar “mais alicerces e pedras” para construção de um “grande edifício”.

Segundo o mesmo é para minimizar a escassez da água no passado que todas as casas da ilha do Fogo, em particular, da zona rural dos Mosteiros, dispõem de uma cisterna familiar que era construída primeiro do que a própria casa, como forma de armazenar a água para consumo doméstico e para os animais.

O projecto de ligação domiciliária de água para as 12 famílias surgiu através de uma conversa sobre a seca do ano passado com o bispo do Templo da Restauração, Ângelo Barbosa, que, segundo o presidente do Afosol, foi “generoso”  e disponibilizou uma certa quantia em dinheiro para financiar o projecto, que contou com parceria da Águabrava e das famílias beneficiárias.

O projecto surgiu na sequência da mobilização feita junto da Embaixada dos Estados Unidos da América, que se traduziu na ligação domiciliária de água a 30 famílias, sendo oito da localidade de Relva, 13 em Achada Grande, três na zona de Corvo e seis no município de São Filipe, e agora foram contempladas mais 11 famílias na zona de Relva e uma em Achada Grande.

“O propósito da Afosol não é parar, mas continuar a pensar e trabalhar e para Relva e Achada Grande a associação tem um projecto para contemplar quase a totalidade das famílias mais carenciadas que não tem água domiciliária”, disse Eugénio Veiga, indicando que o projecto está desenhado e para a sua implementação vai ser formalizado um protocolo com a Águabrava, que agradeceu a parceria, ficando por definir a responsabilidade de cada parte.

No quadro do projecto futuro, a ideia, além de financiar ligações domiciliárias, é construir redes secundárias de distribuições nas zonas ainda não contempladas, observando que o projecto está desenhado e enviado a possíveis financiadores, esperando que ele seja financiado para que dentro de um ano e meio, “o mais tardar”, as famílias mais carenciadas sejam contempladas com ligação domiciliária.

No quadro desse novo projecto, a ideia é fomentar pomares familiar em que cada casa com ligação domiciliária passa a ter, pelo menos, sei árvores de frutos, aproveitando assim o potencial das lavas para o desenvolvimento agrícola.

O bispo do Templo da Restauração, com sede em Nova Iorque, Estados Unidos da América, Ângelo Barbosa, ele que é natural da ilha do Fogo, disse que constitui “um grande privilégio” presenciar a alegria de todas as famílias beneficiarias, através deste gesto de “amor e solidariedade”, agradecendo o presidente da Afosol pela oportunidade de poder estender a mão para cada um que recebeu este apoio.

“Como filho do Fogo sei que água é essencial e das grandes distancias que as pessoas percorriam para apanhar agua e se  hoje podemos ajudar o nosso próximo para aliviar as suas  dificuldades, é a nossa missão”, disse Ângelo Barbosa, mostrando-se satisfeito com a felicidade manifestada pelas famílias contempladas, ao mesmo tempo que deixava em aberto a possibilidade de continuar a ajudar mais pessoas, nestas e noutras localidades, que tem as mesmas necessidades, fazendo assim “grande diferença”.

Pediu às pessoas para utilizarem a água com sabedoria, sublinhando que o Templo da Restauração é parceiro da Afosol e que vai continuar a dar o apoio sempre que puder, sem, contudo, indicar o valor que segundo o mesmo “será um apoio razoável”.

As famílias contempladas estavam radiantes com este projecto cujo impacto é significativo no dia-a-dia das pessoas, multiplicando assim os agradecimentos à Afosol, ao bispo do Templo da Restauração para que tenham mais forças e capacidades na mobilização de recursos para contemplar outras famílias.

No passado mês de Fevereiro um total de 30 famílias de baixa renda dos municípios dos Mosteiros e de São Filipe, sendo 13 famílias em Achada Grande, oito na localidade de Relva e três na zona de Corvo (zona sul dos Mosteiros) e seis do município de São Filipe (Outra Banda e Monte Grande) passaram a ter ligação domiciliaria de água com extensão da rede pública.

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)