19-12-2018

N Notícias

Chã das Caldeiras é cenário do novo filme de Guenny Pires produzido por Txan Film

A localidade de Chã das Caldeiras, na Ilha do Fogo, é palco da gravação de uma longa-metragem narrativa “O último desejo do Vulcão”, do cineasta cabo-verdiano Guenny K. Pires e produzida pela Txan Film.

A informação foi avançada hoje à Inforpress, por Mano Preto, que faz parte da direcção artística deste filme, de 87 minutos, que vai evidenciar a vida das pessoas, a cultura, a história e o legado de Chã das Caldeiras.

“O último desejo do Vulcão” revela uma história baseada em eventos reais que foca no relacionamento entre os membros da família e seu legado e é uma história sobre um pequeno vilarejo insular da África Ocidental, localizado na base da cratera de um vulcão activo “Pico do Fogo”, refere uma nota da produtora Txan Film.

“Esta é a história de Musa-Maximiano (104 anos), um homem negro aposentado dos Estados Unidos da América; Michel (9 anos) neto de Musa-Maximiano; Nascimento (50 anos), gentil, respeitosa e linda mulher negra”. Ela tem sete filhos e Michel é o mais novo. Procopia (10 anos) colega de classe de Michel e namorada secreta”, explica a Txan Film.

A sinopse do filme, cujas gravações iniciaram no dia 28, revela que “Michel, um jovem negro criado em uma remota aldeia africana, recebe a confiança de seu avô Musa-Maximiano para se tornar o narrador visual de sua terra natal, a ilha do Fogo, em Cabo Verde, na Costa Oeste da África”.

“Contar esta história é uma oportunidade para eu auto-examinar minhas raízes, aprofundar a formação da minha aldeia Chã das Caldeiras e descobrir um passado não representado, oferecido ou ensinado em ambientes académicos ou documentos históricos ocidentais para os quais minha educação foi baseada”, disse o director de cinema Guenny Pires.

Na mesma nota enviada à Inforpress, o produtor Jeremy Gredone afirma que a sua missão “é contar histórias que de outra forma não poderiam ser ouvidas e dar voz àqueles que não têm acesso à mídia de massa”.

O produtor espera criar uma ponte para conectar pessoas e nações da África, as Américas, a Europa, o Caribe e a América Latina, compartilhando histórias humanas no contexto histórico e cultural de forma a permitir que as novas gerações compreendam sua história e se tornem cidadãos do mundo mais bem informados.

Guenny K. Pires nasceu em Mira-Mira, uma aldeia localizada na ilha do Fogo. Em 2005, mudou-se para Los Angeles, onde fundou a Txan Film Productions & Visual Arts, que produz documentários, docudramas, filmes de ficção e materiais educativos.
Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)