19-12-2018

N Notícias

Posto Policial de Chã das Caldeiras começa a funcionar a partir de terça-feira – Comando regional

O posto de atendimento policial de Chã das Caldeiras, começa a funcionar a partir de terça-feira, 04 de Dezembro, no edifício que alberga a sede do Parque Natural do Fogo (PNF) e da delegação municipal.

A abertura do posto policial na zona de Chã das Caldeiras, segundo uma nota do Comando Regional da Polícia Nacional (PN), é uma parceria entre a esquadra da PN de Santa Catarina, Comando regional e a Câmara Municipal de Santa Catarina.

O funcionamento do posto policial visa aumentar a permanência da Polícia Nacional na localidade turística de Chã das Caldeiras, incrementar o policiamento de proximidade, dando satisfação à população local e aos turistas que visitam a localidade.

Diminuir as ocorrências policiais e aumentar o sentimento de segurança da comunidade, reduzir os custos de acesso à justiça, proporcionando a população a possibilidade de receber o atendimento da PN nas suas zonas de residências eliminando deste modo os custos de deslocação à cidade de Cova Figueira são algumas das finalidades que se pretende com abertura desta unidade policial em Chã das Caldeiras.

A iniciativa visa igualmente promover mediações de conflitos lá onde a PN tiver possibilidade de intervir sem pôr em causa a legalidade e dar informações de como conseguir acesso a justiça, diminuindo os riscos de conflitos e de justiça privada.

A questão de segurança e de justiça constitui uma das reivindicações da população que considera a falta de segurança como uma necessidade que deve ser colmatada de modo a acabar com o “desrespeito” que pode contribuir para pôr em causa o crescimento e desenvolvimento da comunidade de Chã das Caldeiras.

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)