17-11-2018

N Notícias

Obras da construção do infantário de Chã das Caldeiras iniciam a 01 de Setembro

As obras da construção do jardim-de-infância de Chã das Caldeiras, que são uma parte integrante do complexo educativo para esta localidade, iniciam-se a 01 de Setembro, disse o edil Alberto Nunes.

A sua construção está a cargo do Gabinete Técnico do M_EIA que dá assistência técnica no domínio de arquitectura e de tecnologias de construção sustentável à população de Chã das Caldeiras e, segundo o edil, o seu financiamento, no valor de três mil e 600 contos, está assegurado com o fundo arrecadado pela RTC durante a última erupção vulcânica.

Alberto Nunes disse à Inforpress que o montante deve ser transferido ainda esta semana, observando que está tudo acertado para o arranque das obras do infantário nesta primeira fase.

O autarca adiantou que depois serão mobilizados recursos para a construção do posto de saúde e a parte restante do complexo, com a construção das salas de aulas, que, de acordo com o edil, são as prioridades em termos de infra-estruturas sociais.

A construção dessa infra-estrutura, como as demais, vai ser com base em materiais locais, de acordo com o plano detalhado de Chã das Caldeiras, elaborado por uma equipa técnica da empresa Gesplan (Ilhas Canárias).

Além da construção do infantário de Chã das Caldeiras, Alberto Nunes disse que em termos de educação, o foco de momento é a reabilitação da escola do Ensino Básico de Cova Figueira, indicando que neste momento a prioridade é para as salas de aulas para que possam estar em condições para o funcionamento das aulas e depois executar as outras obras.

O autarca disse que a cobertura está pronta e que na segunda semana de Setembro serão colocadas as portas e janelas nas salas de aulas, de modo que possam funcionar sem sobressalto, ficando para depois do inicio das aulas os trabalhos de reabilitação da placa desportiva e a melhoria do acesso e outras intervenções.

A reabilitação dessa escola surgiu de um contrato programa celebrado entre o município de Santa Catarina do Fogo e o Ministério da Educação que disponibilizou seis mil contos, correspondente a 60 por cento (%) do valor global, tendo a edilidade mobilizado a parte restante.

Ainda no domínio da educação, o edil Alberto Nunes disse que estão em curso as obras da reabilitação do Complexo Educativo Eduardo Miranda (escola secundaria de Cova Figueira), através de um segundo financiamento no valor de dois mil contos, disponibilizados pela Embaixador da República Popular da China em Cabo Verde.

A reabilitação vai permitir a direcção da escola resolver cinco problemas que os alunos, professores e comunidade educativa enfrentam, já que com a reabilitação o complexo educativo passa a dispor de construção de uma cantina, construção de gabinete administrativo que, na primeira fase da construção da escola, não foi implementada.

A reabilitação e transformação do actual espaço da direcção numa sala de professores e adaptação da sala de Ciência e Tecnologia (CT) e laboratório fazem parte do projecto.
Como o valor disponibilizado pela Embaixada da China não é suficiente, a edilidade está a mobilizar mais recursos junto do Fundo do Turismo para a conclusão dos trabalhos.


Inforpress

Comments fornecido por CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)