22-09-2018

N Notícias

Mosteiros promove por ocasião do dia do município a primeira conferência das câmaras geminadas

O município dos Mosteiros promove no próximo mês de Agosto, por ocasião das festividades do dia do município, uma conferência, a primeira, das câmaras geminadas.

O edil, Carlos Fernandinho Teixeira, fez o anúncio no regresso da sua deslocação a Portugal, onde participou no encontro das câmaras geminadas com Entroncamento e de ter visitado outros dois municípios com os quais Mosteiros tem acordos de geminação e cooperação descentralizada.

Segundo o autarca, na conferência, agendada para 14 de Agosto, participam representantes dos municípios portugueses de Ansião, Azambuja e Entroncamento e de Haría (Lanzarote), das Ilhas Canárias, com os quais Mosteiros é geminado.

Carlos Fernandinho Teixeira disse que além de participar no encontro das câmaras geminadas com Entroncamento, juntamente com mais dois municípios, sendo um de França e outro de Alemanha, discutiu com o presidente de Entroncamento a necessidade do reforço de cooperação e procura de novos modelos de cooperação descentralizada que deve passar pela sociedade civil organizada.

Depois de Entroncamento, o edil mosteirense visitou Azambuja, onde, segundo informou, está preparado um contentor com equipamentos e materiais para faina agrícola, que deverá seguir nos próximos dias para os Mosteiros.

Carlos Fernandinho Teixeira indicou que o município de Ansião enviou um contentor com utensílios e ferramentas agrícolas, sementes, computadores para escolas, livros para biblioteca, mas que encontra-se nas Alfândegas na ilha do Fogo, há quatro meses, à espera da isenção para a sua retirada.

Com Inforpress

Comments fornecido por CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)