quinta-feira, 01 dezembro 2022

N Notícias

Rocha volta a desabar no troço de estrada de Sumbango deixando Mosteiros isolado via norte

O troço de estrada EN1-FG01 de Sumbango, que liga a cidade de Igreja à zona norte dos Mosteiros, e a São Filipe, via norte, ficou hoje intransitável devido ao desabamento de rochas, deixando o município parcialmente isolado.

A queda de pedras aconteceu momentos antes de uma viatura, que transportava os participantes numa formação de plataforma de desenvolvimento local, atravessar a via, obrigando as pessoas a fazer o percurso a pé.

O vereador da Câmara Municipal dos Mosteiros, Domingos Vaz, confirmou o incidente, anotando que desta vez o desabamento foi maior tendo em conta a quantidade e dimensão das pedras e dos entulhos.

Segundo este responsável, a empresa que faz a manutenção da estrada já disponibilizou uma máquina para desobstruir a via, mas adiantou que o próprio maquinista está com receio de entrar com a máquina no espaço porque tem-se registado quedas frequentes de rochas e com a vibração poderão ocorrer novas quedas.

Para o vereador, a intervenção não deve resumir-se apenas à remoção dos escombros, mas uma intervenção de fundo para proteger a rocha e a própria via, evitando que seja um risco permanente para as pessoas que circulam na via.

Esta sexta-feira, uma ambulância que transportava uma médica para dar consultas no centro de saúde dos Mosteiros, que está descoberto devido a participação da delegada e a única médica do centro numa formação na Cidade da Praia, ficou “presa” do outro lado e a médica teve de descer por um caminho que também não é muito seguro.

Domingos Vaz disse ainda que crianças doentes tiveram de ser transportados por esse caminho, assim como alunos e outras pessoas que tiveram necessidade de se deslocar à zona do litoral do município ou do litoral para a zona norte, acrescentando que há camiões com cargas que estão presos.

O desabamento de rocha neste troço de estrada é um fenómeno natural, mas desde início de Abril tem se verificado um aumento da frequência, sendo que nos últimos três meses, há registos de várias situações.

Para garantir a segurança dos utentes, o Instituto de Estradas (IE), através da Elevo, empresa responsável pela manutenção corrente das estradas na ilha do Fogo, tem assegurado a remoção imediata dos destroços e reestabelecido a circulação na via.

Há pouco mais de um mês, sabe-se que uma equipa de especialistas portugueses, através do Instituto de estrada, esteve na ilha do Fogo, para avaliar a situação e propor soluções técnicas, e o Governo aguarda a apresentação das propostas para intervenção de fundo para a resolução definitiva do problema naquela via que liga Mosteiros a São Filipe, via norte.

No passado mês de Maio, o edil Carlos Fernandinho Teixeira, afirmou que as estradas precisam de reparações e sobretudo o troço de Sumbango, que necessita de uma intervenção “muito forte” do Governo.

Na altura, o autarca lembrou que este troço de estrada já ceifou a vida de duas pessoas e a edilidade não quer que ninguém mais morra no concelho dos Mosteiros por causa da queda de pedras neste troço.

Com Inforpress

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)