quinta-feira, 17 outubro 2019

N Notícias

Os Tubarões confirmado na edição 2018 das festas de Santo António dos Pescadores em Salinas

O grupo Tubarões é cabeça-de-cartaz da edição deste ano do festival musical de Santo António dos Pescadores, na estância balnear de Salinas, que se celebra a 18 de Maio, devendo actuar no segundo dos dois dias do certame.salina

O programa das festividades decorre entre os dias 12 e 20 de Maio, com actividades na localidade de São Jorge (torneio de futsal) e na estância balnear de Salinas, com realização de actividades como concurso de pesca, corrida de botes, prova de natação.

No campo musical, e segundo o programa definido pela edilidade de São Filipe, prevê-se para o primeiro dia a actuação de DJ, assim como os grupos Alma Criola, Mané e banda, 7sois 7luas do Fogo, Nito e Nhô Nani (primeiro dia) e Love Music, Blessed, Vavo, Timas e Tubarões, no segundo dia.

A festividade de Santo António dos Pescadores, ou simplesmente conhecido como festividades de Salinas, é assinalada há muitos anos pelas comunidades de São Jorge e de toda a zona norte, mas nos últimos tempos tem ganhado um formato diferente, para além de mobilizar milhares de pessoas.

Este ano, as actividades decorrem num período em que são executadas as obras do projecto Ecoturismo na piscina natural de Salinas, que prevê a requalificação física do acesso ao local, instalação de equipamentos de segurança e de lazer, arrastadouro para os pescadores que utilizam o porto, construção de abrigos de botes e uma esplanada.

Contudo, o vereador da Cultura, Caetano Rodrigues, disse que a Câmara Municipal de São Filipe está “em permanente contacto” com a empresa, “havendo promessas de tudo fazer” para que as obras “não atrapalhem as actividades”.

Com Inforpress

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)