sexta-feira, 19 julho 2019

N Notícias

Conselho de Comandos da Polícia Nacional define estratégias para a melhoria da corporação

 

O 12º Conselho de Comandos da Polícia Nacional recomenda a definição do perfil de agentes para o Comando das Unidades Especiais e a introdução de teste anual, baseado em performance física para continuar a pertencer a estas unidades.

Encerrado esta tarde no Centro Nacional de Formação da Polícia Nacional (PN), na Cidade da Praia, o encontro sugeriu ainda o reforço dos mecanismos de motivação do pessoal da Polícia Nacional, a atribuição da maior diversidade aos agentes no Comando Regional de São Vicente, o reforço dos meios humanos para o seu melhor desempenho e a capacitação dos elementos da PN em línguas estrangeiras, sobretudo nas ilhas turísticas.

O Conselho recomenda, ainda, a capacitação dos policiais em inativação de engenhos explosivos, a formação em especialidade, reciclagem em áreas específicas, resolver as necessidades do pessoal policial afecto à protecção de entidades no concernente ao vestuário adequado, e a possibilidade de concessão de subsídio de condição policial a todos os elementos da PN e ao pessoal afecto à Emigração e Fronteira.

Constituem ainda outras preocupações do Conselho, o aperfeiçoamento do sistema de controlo fronteiriço do país às novas realidades, à capacitação do pessoal nos domínios de estatística, técnicas de comunicação, entre outras propostas.

O 12º Conselho de Comandos da Polícia Nacional serviu para a apresentação do relatório de actividades e o balanço das acções desenvolvidas pela instituição em 2017, bem como a apresentação do plano anual de actividades para o corrente ano, tendo ainda como pontos de destaque, a apresentação do “Plano nacional de segurança interna e cidadania” e uma palestra sobre a temática da “Vitimologia”.

O Director Nacional da Polícia Nacional, Emanuel Estaline Moreno, traçou um balanço de trabalho de dois dias “francamente positivo” e considera mesmo que 2017 foi um ano “muito satisfatório” para a corporação policial, em termos de resultados alcançados, ainda que reconheça a necessidade de melhorar aspectos menos positivos para 2018.

Mostrou-se ciente que os desafios serão enormes, mas disse acreditar que os responsáveis da corporação não pouparão esforços para a implementação das medidas programadas com sucesso.

Emanuel Moreno prometeu o “engajamento total” da Direcção Nacional na criação de condições necessárias e possíveis e na mobilização de recursos para a sua implementação

Com Inforpress

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)