sexta-feira, 19 julho 2019

N Notícias

ACLCC elabora estratégias de acção para 2018

 

A Associação Cabo-verdiana de Luta Contra Cancro (ACLCC) elaborou novas estratégias de acção para 2018 com o foco na prevenção, informação e acessibilidade ao rastreio e tratamento do cancro a nível do país.

Segundo a presidente da ACLCC, Cornélia Miranda Pereira, a associação reuniu-se, sábado, 24, em workshop, com um “núcleo duro” para a elaboração da estratégica e delineação do foco do plano 2018/2022.

“Neste ano vamos continuar com o desafio de organizar palestras, acções de sensibilização, formação e informação, tudo assente no foco prevenção. Além disso, vamos continuar com acções de rastreio e outros”, disse.

Segundo Cornélia Miranda Pereira, a associação prevê, no mês de Março, mês da mulher, organizar actividades na Ilha do Maio e palestras nas escolas secundárias do país.

Para as palestras, anunciou a possível vinda, de Portugal, de uma jovem cabo-verdiana que sobreviveu à doença para prestar testemunho sobre a situação por que passou.

Nestas acções, afirmou que a Associação Cabo-verdiana de Luta Contra Cancro vai associar-se à Liga contra o Cancro de São Vicente e a cantora Téte Alinho que vai também apoiar a causa.

No novo mandato na ACLCC, Cornélia Miranda Pereira compromete-se a trabalhar para poder acompanhar “da melhor forma possível” os doentes oncológicos no seu “processo de tratamento e sofrimento” com assistência psicológica e social.

A ACLCC é uma organização sem fins lucrativos que tem como missão apoiar a população cabo-verdiana na prevenção do cancro e na luta contra esta doença, nas suas mais diversas formas.

Com Inforpress

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)