domingo, 25 setembro 2022

N Notícias

Mosteiros: Obras de requalificação urbana de Casa Cutelo inauguradas no sábado

 As obras de requalificação urbana de Casa Cutelo, em Mosteiros Trás, são inauguradas no sábado, 30, no quadro das celebrações da Santa Ana, padroeira da comunidade de Mosteiros Trás.

As obras de requalificação localidade urbana da localidade de Casa Cutelo representa um investimento na ordem dos seis mil contos, suportados pelo tesouro municipal, de acordo com uma nota de imprensa da autarquia de Mosteiros, observando que as obras consistiram em construção de alvenaria, regularização de piso e colocação de calçada.

Ainda no quadro do programa de festival de arte urbana “Mosteiros St Art”, Casa Cutelo foi contemplada com pintura artística.

No mesmo dia, e no âmbito do programa habitacional Nha Kaza Nha Grandeza (Minha Casa Meu Orgulho) a autarquia de Mosteiros fará a entrega de duas habitações construídas de raiz a duas famílias de Mosteiros Trás chefiadas por mulheres.

As famílias, indicou a autarquia de Mosteiros, habitavam em condições de vulnerabilidade e agora passam a dispor de melhores condições de habitabilidade com acesso a serviços de água, electricidade e saneamento.

A construção das duas moradias representa um investimento municipal de mais de 3.500 contos.

No mês de Agosto, enquadrada nas actividades do Dia do Município de Mosteiros, que se assinala a 15 de Agosto, a câmara presidida por Fábio Vieira tem agendada a entrega de outras três habitações em localidades diferentes e para garantir “melhores condições habitacionais” às famílias.

O programa habitacional Nha Kaza Nha Grandeza foi criado em 2021 com a finalidade de combater o défice habitacional no município de Mosteiros, baseando-se em três eixos fundamentais, nomeadamente, a construção, a reabilitação e o incentivo à construção.

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)