sexta-feira, 22 março 2019

D Desporto

Botafogo derrota Nova Era pela margem mínima e recupera a liderança do regional do primeiro escalão

O Botafogo venceu domingo, no estádio 5 de Julho, o Nova Era pela margem mínima, 1-0, no último jogo da 15ª jornada e recupera a liderança isolada do campeonato regional do primeiro escalão.

O Botafogo, que à semelhança da jornada anterior, entrou em campo conhecendo o resultado do seu principal “rival”, Académica e da desvantagem em termos pontuais, era obrigado a vencer e mais uma vez os jogadores sentiram “pressão” e a necessidade de conquistar os três pontos e a liderança, factor que pesou pela negativa na qualidade de jogo.

A primeira parte terminou sem golos, embora o Botafogo criou algumas oportunidades que foram desperdiçadas, tamanha era a “ganância” dos jogadores de fazer o golo.

A solução da equipa treinada por Mané de Luluxa, a única que ainda não perdeu no campeonato regional, como em várias outras partidas, saiu do banco de suplente e praticamente na primeira oportunidade Kutchutcha voltou a ser determinante e a marcar o golo solitário e que valeu três pontos e a recuperação da liderança do regional.

Assim como esta vantagem, na próxima jornada, em que os dois primeiros classificados, Botafogo e Académica, se defrontam, a iniciativa do jogo caberá à Académica que fica assim obrigada a vencer.

Resultado dos jogos da décima quinta jornada do campeonato regional do primeiro escalão: No Pintcha 0 – Académica 2, Atlético 0 – Baxada 0, Spartak 0 – Desportivo 0, Vulcânico 3 – Valência 1 e Botafogo 1 – Nova Era 0.

Botafogo lidera com 39 pontos, seguido da Académica (38) Vulcânico (30), No Pintcha (22), Desportivo (18), Nova Era, Atlético e Baxada (13), Spartak (11) e Valência (10 pontos).

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)