sexta-feira, 22 março 2019

D Desporto

Kitesur’2019: Mitú Monteiro bate Airton Cozzolino na final e vence I etapa do Circuito de Ponta Preta

O kitsurfista internacional cabo-verdiano Mitú Monteiro venceu hoje a I Etapa do Circuito Mundial de Ponta Preta, ao bater na final o também cabo-verdiano Airton Cozzolino, numa “prova carregada de emoção e muita adrenalina”.

Nesta derradeira prova da I etapa do circuito que decorre desde dia 25 de fevereiro, o veterano praticante e campeão mundial em 2008, protagonizou um “duelo de gigante”, com o compatriota Cozzolino, com o marcador a alterar ao longo da competição, uma vez que, segundo anunciou a organização, ambos os concorrentes demonstraram ser os melhores kitsurfista do mundo da actualidade.

Tarefa difícil teve Cozzolino que só na manhã desta quinta-feira teve de disputar quatro “heats” consecutivos para poder atingir a final, tendo o mesmo reconhecido que “foi muito compensatório chegar a final, mas enfrentar Mitú foi a missão mais difícil”.

O terceiro e último lugar do pódio foi ocupado pelo australiano James Crew, pelo que o cabo-verdiano naturalizado espanhol, Matchú Lopes, ele que protagonizou um dos duelos mais renhidos desta prova, com Cozzolino, acabou por quedar-se para o quarto posto e ficar fora do pódio.

Os dois finalistas cabo-verdianos, campeão e vice-campeão, foram ao pódio de mãos dadas e enrolados na bandeira cabo-verdiana, para a alegria da vasta moldura humana que soube corresponder a emoção com aplausos.

Após a consagração, Mitú Monteiro mostrou-se emocionado e reconhecido pela forma como soube ultrapassar todas as adversidades e a “forte concorrência” nesta prova “realizada em casa”, tendo desabafado que conseguiu fazer uma jogada diferente para poder atingir os objectivos traçados.

“Para mim foi uma enorme satisfação ganhar em casa com este moral de toda a população, junto dos meus familiares, a minha mãe veio pela primeira vez assistir a minha competição. Não é fácil, mas consegui libertar toda a pressão”, explicou Mitú que se mostrou “supercontente para atingir o centro do pódio”.

A propósito da final com Cozzolino, Mitú Monteiro disse que “foi a melhor prova desta competição, porque competir com Ailton na água (somos como irmãos), é algo indiscritível”, enfatizou, admitindo que realizar uma proeza deste tipo em casa “simboliza uma grande honra”, porque ele é um atleta muito forte.

Ponta Preta’2019 marca o início das 13 edições que constituem este evento mundial denominado “2019 GKA Kite World Tour Events” ao qual se seguem as praias de Leucate (França), Dakhla (Marrocos), Sylt (Alemanha), Tarifa (Espanha), Gran Canaria (Espanha), Sotavento (Espanha), Malmo (Suécia), Ilhas Maurícias, Cumbuco (Brasil), Prea (Brasil), Maui (Hawaii) e Torquay (Austrália).

A praia de Ponta Preta, no Sul da ilha do Sal, acolhe desde segunda-feira, 25, a I Etapa do Circuito Mundial de Kite surf, com término previsto para 03 de Março, evento que envolve 48 atletas masculinos e 17 femininos, em representação dos cinco continentes.

O arquipélago esteve representado nesta competição mundial por 10 praticantes neste circuito mundial que trouxe à competição os melhores kitsurfistas do Mundo em representação de Cabo Verde, Alemanha, Austrália, Brasil, Bulgária, Canadá, Espanha, Estados Unidos da América, França, Hawaii, Itália, Portugal, República Dominicana, Suécia.

Com Inforpress

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)