terça-feira, 16 julho 2019

D Desporto

Vulcânico desloca-se aos Mosteiros e Botafogo defronta Valência e só a vitória lhes interessa

O Vulcânico, campeão em título e terceiro colocado na tabela classificativa tem uma deslocação difícil aos Mosteiros para defrontar o Atlético, enquanto o líder do regional, o Botafogo, terá pela frente o Valência, adversário habitualmente difícil para esta agremiação.

Essas duas partidas, configuram-se como “as mais importantes” da décima primeira jornada do campeonato regional do primeiro escalão e dos três “grandes” e que estão na corrida ao título de campeão regional. A Académica é aquela que tem compromisso menos complicado e só entra em campo, no domingo para defrontar o Desportivo de Cova Figueira, já conhecendo os resultados dos “rivais”, Botafogo e Vulcânico.

Na primeira volta, no jogo disputado no estádio 5 de Julho em São Filipe, o Vulcânico tinha derrotado a formação do Atlético por três bolas a zero, mas a formação dos Mosteiros que luta para a manutenção vai querer pontuar em “casa” e por esta razão vai tentar complicar a vida ao Vulcânico.

Por sua vez, o Vulcânico vai ao jogo com a pressão de não poder perder sob pena de dizer adeus ao sonho de conquistar o primeiro tetra (conquista de quatro títulos consecutivos) da sua historia, já que está a quatro pontos do líder e numa eventual derrota poderá ficar a sete pontos da liderança.

Já o Botafogo que reassumiu a liderança na jornada anterior, mercê do empate consentido pela Académica no confronto com o Vulcânico, depende de si para conquistar o título regional que lhe foge há uma década e no encontro com Valência não poderá desperdiçar qualquer ponto, pois, caso contrário, poderá voltar a perder a liderança para Académica, uma vez que as duas equipas estão separadas por apenas um ponto.

A formação de Valência, nos últimos anos, tem sido habitualmente um adversário difícil para o Botafogo e é a equipa que mais pontos retirou nas provas regionais e na primeira volta impôs um empate a dois golos.

Mas nesta jornada a equipa treinada por Mané de Luluxa, Botafogo, está avisada de que não pode ceder pontos para poder atingir o objectivo maior que é a conquista do título, e por isso, apesar de Valência ter reforçado ultimamente o Botafogo vai ao jogo com o objectivo de vencer e conquistar os três pontos.

Além destas duas partidas, para a décima primeira jornada a Académica recebe no estádio 5 de Julho o Desportivo de Cova Figueira, teoricamente mais “fraco” e que à partida não irá causar grandes dificuldades à Académica que joga 24 horas depois dos dois rivais, Botafogo e Vulcânico.

Na primeira volta e no golo realizado no estádio Monte Pelado em Santa Catarina do Fogo, a formação da Académica venceu o Desportivo por duas bolas a zero.

No pólo oposto e no sábado no estádio 5 de Julho, defrontam-se os dois últimos classificados, Nova Era com sete pontos recebe o Baxada de Cova Figueira que tem oito e em caso de vitória para uma delas e, dependendo dos resultados do Botafogo – Valência e No Pintcha – Spartak, podem deixar a zona de despromoção.

Na primeira volta, no jogo realizado em Monte Pelado, as duas equipas, Nova Era e Baxada, empataram a zero golos.

Ainda no sábado, mas nos Mosteiros, o No Pintcha, quarto classificado, recebe, no Francisco José Rodrigues, o Spartak, oitavo classificado com nove pontos, um acima da linha de despromoção.

Apesar do No Pintcha jogar em “casa” e estar moralizado com a goleada frente ao Baixada em Cova Figueira, o Spartak vai ao jogo com a intenção de conquistar a sua terceira vitória em 11 jogos, e os três pontos que lhe dará alento para o resto da prova de modo a garantir a permanência na primeira divisão. Na primeira volta, no 5 de Julho, as duas equipas empataram a dois golos.

Jogos da décima primeira jornada do campeonato regional do primeiro escalão, sábado, no estádio 5 de Julho, jogam Nova Era – Baxada e Botafogo – Valência e no Francisco José Rodrigues (Mosteiros) jogam Atlético – Vulcânico e No Pintcha – Spartak e, domingo no 5 de Julho, Académica – Desportivo de Cova Figueira.

A nível do segundo escalão jogam a sétima jornada do campeonato regional, sendo que para o grupo A, integradas pelas equipas dos Mosteiros (02) e de Santa Catarina (03) jogam Parque Real – Grito Povo e Figueira Pavão – Cutelinho, ficando isenta nesta jornada a formação de Esperança. Em caso de vitórias do Grito Povo e Cutelinho, as duas equipas classificam-se para a segunda fase, a três jornadas do fim.

Para o grupo B, integradas pelas equipas de São Filipe (07) também jogam para a sétima jornada, a última da primeira volta, União de São Lourenço – Atlântico, Brasilim – Luzabril e Juventus Curral Grande – Juventude, ficando isenta a formação de ABC de Patim.

Neste grupo tudo está ainda em aberto e há pelo menos quatro equipas em melhores posições para passar à segunda fase da prova, apenas os dois primeiros classificados.

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)