21-06-2018

C Cultura

Matança de animais ocorreu ao ritmo dos tambores e dos cantares das coladeras

 A matança dos animais para a confecção do almoço dos cavaleiros e convidados da festa de bandeira de São Filipe ocorreu hoje de manhã, na Casa das Bandeiras, cumprindo assim o ritual das tradicionais bandeiras da ilha.

A matança de animais, acontece sob o ritmo dos tambores e dos cantares das coladeras, e sempre nas vésperas do dia da festa e vários animais, nomeadamente vacas, cabras e porcos são sacrificados para o almoço, cujo prato principal é xerém-de-festa com guisado, que começa a ser preparado na noite/madrugada de 30 de Abril e 01 de Maio.

Várias pessoas marcaram presença na matança, que acontece no quintalão da Casa das Bandeiras, o mesmo espaço utilizado para confecção dos alimentos e das doçarias que são servidos no almoço do dia 01 de Maio, depois da celebração da missa, seguida de procissão pelas ruas da cidade, com cânticos religiosos e rufar de tambor.

Já o tradicional baile de violino em casa do festeiro, à semelhança do ano passado, não vai ser realizado, segundo o responsável da Casa das Bandeiras, Henrique Pires.

O festeiro para o próximo ano está identificado, mas a sua identidade não foi revelada pela organização, mas o certo é de que a bandeira de São Filipe vai ser celebrada no próximo ano pela centésima segunda vez após o seu desenterro em 1917.

O acto da passagem da bandeira para o festeiro de 2019 e que marca a última actividade do ritual da bandeira acontece no Alto de São Pedro, depois das cavalhadas, um espectáculo que reúne milhares de pessoas. Sob toque dos tambores, ou o brial das cavalhadas, os cavaleiros vão correndo na pista, tanto para a apanha das argolinhas e grinaldas como para demonstrarem as suas habilidades.

Na manhã desta segunda-feira a Casa das Bandeiras promoveu também consultas médicas para os colabores e seus filhos e assim como outras pessoas interessadas, numa espécie de feira de saúde de dimensão mais reduzida.

Com Inforpress

Comments fornecido por CComment

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)