22-07-2018

C Cultura

IPC enviará equipa para iniciar elaboração do plano de salvaguarda do centro histórico

O Instituto do Património Cultural (IPC) vai enviar, no decurso do mês de Março, uma equipa técnica para apoiar a Câmara Municipal de São Filipe na elaboração do plano de salvaguarda do centro histórico, património nacional.

A decisão saiu de um encontro que o presidente do IPC, Hamilton Jair Fernandes, que terminou sábado uma visita de dois dias à ilha do Fogo, acompanhado do coordenador da Direcção de Monumentos e Sítios, Jaylson Monteiro, manteve com a equipa camarária de São Filipe.

A equipa do IPC realizou uma sessão de trabalho com o Gabinete Técnico Urbanístico para discutir pormenores da elaboração da proposta das normas de construção no centro histórico e do plano de salvaguarda do referido espaço, tendo efectuado, igualmente, uma visita ao núcleo histórico de São Filipe, património nacional.

Além da elaboração do plano de salvaguarda, a equipa técnica do IPC, que vai deslocar-se a São Filipe no próximo mês, deverá também orientar a edilidade, nas obras em perspectiva para o centro histórico, nomeadamente na realização de calçada artística e na reconstrução dos passeios, numa primeira fase, e, na recuperação, através dos proprietários, de alguns sobrados do centro histórico, numa segunda fase.

Durante a sua estada na ilha, o presidente do IPC, no âmbito do projecto “Museus de Cabo Verde”, definido pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas (MCIC), visitou o museu municipal e o núcleo museológico da Casa das Bandeiras, para se inteirar do funcionamento dos mesmos, assim como a Casa da Memória, outro espaço cultural de destaque na cidade de São Filipe, e manteve um encontro com o vereador da Cultura para análise dos aspectos relacionados com o museu.

A equipa deslocou-se a Chã das Caldeiras, no quadro da candidatura do Parque Natural do Fogo, incluindo Chã das Caldeiras, à Reserva Natural da Biosfera e a Património Mundial da Unesco, em fase de preparação.

O Parque Natural do Fogo e Chã das Caldeiras estão inscritos na lista indicativa de Cabo Verde na Unesco.

Com Inforpress

Comments fornecido por CComment

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)