25-06-2018

O nome, dado pelo povo, não engana: O Monte Preto, situado entre as localidades de Ribeira Filipe e Campanas de Cima, na parte alta da zona norte, a mais de 700 de altitude, é um magnífico e extinto cone vulcânico cuja intensa actividade, deu origem à escoada de lava que, descendo por vários quilómetros, se espalhou por toda a encosta noroeste da ilha, até chegar ao oceano para, ali, dar lugar à formação do belíssimo complexo rochoso de Salina, bem como as praias de “António Afonso” e “Sôpra”.

A sua imponência domina o espaço circundante, proporcionando-se, do seu cume, uma belíssima panorâmica das zonas limítrofes, sobretudo Galinheiro, São Jorge e Campanas Baixo. Livro aberto do ponto de vista geológico, permitindo observar os mais diversos tipos de materiais e formações aluviais vulcânicas, o Monte Preto também é um privilegiado espaço de algumas das mais importantes espécies endémicas vegetais da ilha do Fogo.

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)