22-10-2018

Reza a lenda que foi ali, num buraco da falésia, que uns pescadores encontraram, há quase três seculos, a imagem da Virgem que, transportada para a Igreja Matriz, teimava em reaparecer no mesmo lugar. Tal é a justificação para o culto da Santa, cuja romaria no dia 5 de Agosto é a maior da ilha e uma das maiores de Cabo Verde. A falésia, de mais de cem metros de altura, que cai a pique sobre a pequena língua de areia e pedras e a nascente de agua doce que avança pelo mar adentro, emprestando-lhe uma particular coloração, é um monumento de esmagadora imponência reflectindo toda convulsão magmática que fez surgir a ilha das entranhas do oceano.

Descer a falésia até se chegar á nascente é um desafio fascinante e não menos recompensador, pois pode-se ficar a conhecer, ainda quase na sua forma original, a nascente que durante quase todo o período colonial abasteceu boa parte da zona sul da ilha.

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)