quinta-feira, 01 dezembro 2022

N Notícias

Óbito/Fernandinho Teixeira: Câmara de São Filipe decreta dois dias de luto oficial municipal

A Câmara Municipal de São Filipe declarou dois dias de luto oficial municipal na sequência do falecimento de Carlos Fernandinho Teixeira, antigo presidente da câmara dos Mosteiros e deputado da nação.

A câmara, reunida na sua décima segunda sessão extraordinária no dia 27 de Outubro e no uso da faculdade conferida pelo Nº 3 do artigo. 5.º da Lei que tem por objecto estabelecer o regime jurídico do luto oficial, Lei Nº 55/VIII/2014, de 22 de Janeiro e na sequência do falecimento do professor, político, autarca e deputado nacional, Carlos Fernandinho Teixeira, deliberou declarar dois dias de luto oficial municipal.

Segundo a deliberação, o luto oficial municipal vigora nos dias 28, hoje sexta-feira, e 31 de Outubro, segunda-feira, e durante a vigência do período de luto as bandeiras nacional e municipal serão colocadas a meia-haste, ficando cancelados todos os espetáculos e manifestações públicas da câmara.

Na sequência do falecimento de Carlos Fernandinho Teixeira, a Câmara Municipal de São Filipe cancelou a actividade relacionada com a socialização do projecto de requalificação da praça de Cruz Vermelha, agendada para o dia 27, e o encontro com os estudantes de São Filipe seleccionados para formação profissional e superior em Portugal prevista para sexta-feira.

Além disso a câmara de São Filipe, através da sua página oficial nas redes sociais, manifestou o seu profundo sentimento de pesar pelo falecimento do deputado nacional eleito pelo círculo eleitoral da ilha do Fogo, sublinhando que o passamento físico de Carlos Fernandinho “trata-se de uma enorme perda para a família, para os amigos, para a ilha do Fogo e para Cabo Verde no geral”.

Também a Câmara Municipal de Santa Catarina do Fogo, através da página nas redes sociais, manifestou o mais profundo pesar pelo falecimento do deputado da nação, ex-presidente da câmara dos Mosteiros e amigo pessoal do município de Santa Catarina.

A Câmara Municipal dos Mosteiros anunciou que o funeral do antigo presidente, Carlos Fernandinho Teixeira, será realizado na terça-feira, 01 de Novembro, no cemitério municipal de Laranjo.

Informa ainda que o programa das exéquias será tornado público oportunamente, e aproveitou para agradecer a todos quantos se têm solidarizado com a autarquia, com a família e com os Mosteiros neste momento de profunda consternação.

Na sua página destacou a personalidade de Carlos Fernandinho Teixeira nas suas várias facetas, sublinhando que em termos de obras, o autarca esteve envolvido na construção da estrada de acesso a Cutelo Alto, estádio Francisco José Rodrigues, via de Achada Grande/Relvas, auditório Pedro Pires, polivalente de Ribeira do Ilhéu.

Da lista de obras, destacou ainda a construção do centro multiusos e jardim infantil de Queimada Guincho, vias de acesso em Atalaia praça e lavandaria de Sumbango, ponte Tchontchinha e telecentro de Murro, rua Nossa Senhora de Fátima em Fajãzinha, desencravamento de Corvo, polivalentes de Mosteiros Trás, de Pai António e de Achada Grande, praça/miradouro de Relvas, jardim infantil de Rocha Fora, início da requalificação da Orla Marítima de Beco e do estádio municipal Alírio Lopes de Pina, em Ribeira do Ilhéu, praça da Amadora, em Guincho.

“Estes são apenas alguns dos principais registos de obras feitas ou iniciadas pelo executivo liderado por Carlos Fernandinho Teixeira, que construiu e reabilitou centenas de casas e de casas de banho, fez milhares de ligações domiciliárias de água e ligações de energia eléctrica, contemplou milhares de estudantes do pré-escolar ao ensino universitário e contribui, financeiramente, para a implementação de centenas de projectos desportivos, culturais e sociais no município”, salienta.

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)