domingo, 25 setembro 2022

N Notícias

Águabrava vai aumentar disponibilidade de água em Chã das Caldeiras

A Empresa Intermunicipal de Águas (Águabrava) vai aumentar, ainda esta semana, o volume de água para o consumo domiciliar como forma de responder à crescente demanda da população de Chã das Caldeiras.

O administrador/delegado da empresa, Rui Évora, disse hoje à Inforpress, ter havido reclamação da população de Chã das Caldeiras, lembrando que neste momento a comunidade é abastecida por um único ponto de água (furo de prospecção de água subterrânea).

Segundo o mesmo, a produção e captação de água neste ponto é fraca e, além disso, exige uma “rigorosa monitorização da sua exploração” para o controlo da qualidade da água disponibilizada para o consumo humano.

“Ao longo de 2021, a empresa distribuiu uma média de 13 metros cúbicos de água/dia à população de Chã das Caldeiras, mas nos primeiros três meses de 2022, passou a distribuir uma média de 16 metros cúbicos, o que representa um aumento de 23 por cento (%) em relação ao ano passado”, salientou o responsável da Águabrava.

“Há um aumento da demanda na procura de água e em fase disso demos instruções para priorizar água para consumo domiciliar”, disse.

Rui Évora indicou que a empresa está a adotar algumas medidas, nomeadamente a alteração de parâmetros da exploração do único furo existente para aumentar o volume de água explorada diariamente para minimizar esta demanda, que espera seja pontual.

“No decurso desta semana, a empresa passará a disponibilizar 24 metros cúbicos de água, o que representa um aumento de 50% do volume disponibilizado”, assegurou Rui Évora, observando que a empresa não vai avançar com água transportada em camiões cisternas porque tem um custo “extremamente elevado” para Chã das Caldeiras.

Segundo Rui Évora, a Águabrava tem a obrigação de garantir todas as condições de abastecimento de água para consumo domiciliar à população de Chã das Caldeiras, observando que este aumento poderá estar ligado ao maior consumo com a construção civil, das unidades hoteleiras e da unidade de produção de vinho.

Avançou ainda que o aumento da disponibilidade de água será seguido de uma “rigorosa monitorização” da exploração do furo e acompanhamento da qualidade de água que é produzida, sublinhando que havendo qualquer alteração na qualidade de água a empresa volta a explorar o furo nos moldes anteriores, isto é, com uma média de 16 metros cúbicos/dia.

O administrador/delegado indicou que a Águabrava já celebrou o contrato para a campanha de perfuração que prevê a execução de mais cinco furos de prospecção de água subterrânea, sendo dois na zona norte e outros dois na zona sul do município de São Filipe e um em Chã das Caldeiras, para agricultura e consumo humano.

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)