sexta-feira, 20 maio 2022

N Notícias

Incubadora municipal abre novas perspectivas e cria condições para alavancagem da economia – Nuías Silva

A incubadora municipal de São Filipe, “Fogo Innovation Lab”, abre novas perspectivas para empresários e empreendedores e criará melhores condições de alavancagem da economia local e nacional, perspectivou hoje o presidente da câmara de São Filipe, Nuías Silva.

Ao presidir o acto da inauguração  da primeira incubadora municipal de São Filipe, este salientou que a sua implementação é uma demonstração da “ousadia e da vitalidade” da autarquia, sublinhando que doravante os produtos e serviços orientados para os negócios e a criação de valores devem olhar para o Fogo Innovation Lab como uma oportunidade de inovar e competir no mercado nacional e não só.

“Perspectivamos com esta iniciativa, não só tirar partido do potencial de inovação, de criatividade e de empreendedorismo de São Filipe e do Fogo, mas de todos quantos queiram entrar em modo de startups ou de reconfiguração dos seus negócios”, defendeu o autarca de São Filipe.

No dizer do mesmo, ao olhar para os jovens e mulheres e da enorme predisposição para empreender, fazer negócios e gerar riquezas, sente-se que faltava uma estrutura de motivação, fomento, planificação e apoio ao financiamento como “Fogo Innovation Lab”.

Nuias Silva destacou ainda a importância desta estrutura municipal na promoção de uma melhor organização da cadeia de valor e divulgação da marca “made in Fogo” e que a encaminhe para a certificação nos padrões exigíveis pelas agências de regulação.

Por outro lado, referiu que a Fogo Innovation Lab, poderá ajudar na abertura de estudos de mercado, novas oportunidades de negócios e buscas de novos parceiros nos Estados Unidos da América, onde a ilha tem uma comunidade emigrada expressiva.

“A Fogo Innovation Lab estará formatada e orientada para prestar apoio aos jovens, emigrantes e munícipes que tenham ideias de negócios nas áreas de agricultura, pecuária, pescas, transformação agroalimentar e negócios à volta do conhecimento e tecnologias de informação, assim como turismo e cultura”, disse o autarca.

Nuías Silva anunciou ainda que está a negociar com a Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Sotavento (CCISS), para uma parceria estratégica e a criação de uma forte delegação em São Filipe para, de entre outras oportunidades, aproveitar a sua experiência na gestão de incubadora na Cidade da Praia.

“Necessitamos de romper com os ciclos viciosos da pobreza e retirar o máximo de benefícios do potencial do País e de cada uma das suas ilhas”, advogou o presidente da câmara de São Filipe para quem são demais visíveis os baixos índices de desenvolvimento da ilha do Fogo, tendo em conta os valores dos índices nacionais, de per si, também baixos, devido às dificuldades do País que é de desenvolvimento médio, mas de renda baixa.

O chefe dos escritórios conjuntos do PNUD/UNFPA/UNICEF em Cabo Verde, Steven Ursino, referiu na sua intervenção que a incubadora municipal de São Filipe tem como principal objectivo promover o empreendedorismo, estimulando a autodescoberta de talentos e valorizar novas ideias de negócios.

Para o mesmo, as ideias de negócios nas mais variadas áreas, desde agricultura, passando pela pesca, indústria, turismo novas tecnologias e energias renováveis devem permitir a introdução de formas inovadoras de produção com o mapeamento de soluções, experimentação e exploração na perspectiva de resultados mais rápidos e contribuindo para aumento de emprego e empregabilidade.

“Esta iniciativa vem complementar outros esforços de empoderamento económico de populações mais pobres que o PNUD vem apoiando em vários outros projectos”, destacou Steven Ursino, esperando que a incubadora municipal de São Filipe seja útil para a população de São Filipe e do Fogo e que o seu sucesso seja replicado noutras partes da ilha e nas outras ilhas de Cabo Verde.

Para o mesmo, o ser humano é inteligente, mas precisa ser estimulado para que crie, explorando ao máximo o seu potencial, razão pela qual o PNUD financiou esta iniciativa no quadro do programa Accelerator Lab (laboratório acelerador) que conta actualmente com 91 laboratórios em 115 países.

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)