sexta-feira, 03 dezembro 2021

N Notícias

Fogo: Município mais jovem da ilha assinala hoje o seu dia e da Santa Padroeira

O município de Santa Catarina do Fogo, criado em 2005, sendo assim o mais jovem dos três municípios da ilha, assinala hoje o seu dia e da sua Santa Padroeira, Santa Catarina.

Santa Catarina está situada a sudeste da ilha e ocupa uma área de aproximadamente 125 quilómetros quadrados, pouco mais de um quarto da superfície total da ilha.

Está localizado a norte do município dos Mosteiros e a oeste de São Filipe, fazendo fronteira com as localidades de Baleia e de Saltos, respectivamente, e conta com uma população residente de pouco mais de cinco mil habitantes e uma enorme diáspora, sobretudo nos Estados Unidos da América.

A sede do município é a cidade de Cova Figueira, que foi fundada em 1799, na sequência de uma erupção vulcânica que atingiu a localidade de Relva (Mosteiros).

É neste município que está situado o único vulcão activo do País, sendo que a última erupção ocorreu há sete anos, a 23 de Novembro de 2014.

Além da cidade,  a população residente está distribuída por 16 povoados: Chã das Caldeiras, Cabeça Fundão, Achada Furna, Fonte Aleixo, Estância Roque, Mãe Joana, Baluarte, Roçadas, Monte Vermelho, Dacabalaio, Fonte Cabrito, Cova Matinho/Tinteira, Domingos Lobo, Maria da Cruz, Cova Figueira, Achada Poio.

Santa Catarina é um município predominantemente rural, embora sua localização, mais ou menos no litoral, atraia as populações para a pesca.

O litoral é escarpado e de difícil acesso, dificultando o próprio desenvolvimento do sector da pesca.

De acordo com os mais recentes dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE), a maioria da população está empregada no sector primário, nomeadamente na agricultura de sequeiro, pecuária extensiva, e pesca.

Em algumas localidades, começam a aparecer pequenos focos de agricultura de regadio, com recurso a rega gota-a-gota.

O sector secundário é ainda incipiente, embora comece a aparecer algumas indústrias familiares, nas áreas de carpintaria, reparações e artesanato, e em Chã das Caldeiras no sector de vitivinicultura.

A mesma fonte indica que o sector terciário, nomeadamente os serviços públicos, encontra-se ainda em fase incipiente. Os serviços de restauração praticamente são inexistentes salvo um ou outro bar/restaurante que em situação pontual poderão prestar este tipo de serviço.

O município de Santa Catarina do Fogo é “uma das mais belas” regiões do Fogo, possuindo uma diversidade de cores naturais – característica da sua vegetação – e imponentes montanhas que lhe atribuem uma beleza singular e de entre os variadíssimos pontos turísticos, podem-se destacar o Vulcão e a sua cratera e o Parque Natural, a Bordeira, grutas e algumas praias de areia negra.

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)