sexta-feira, 03 dezembro 2021

N Notícias

Covid-19/Fogo: Estruturas de Saúde aguardam reposição do estoque de vacinas AstraZeneca

As estruturas da Saúde da ilha do Fogo aguardaram pela reposição do estoque da vacina AstraZeneca para dar continuidade à campanha de vacinação.

A delegada de Saúde, Joana Alves, disse à Inforpress que neste momento não dispõe de vacina AstraZeneca, já que o lote anterior, cujo prazo de validade era 31 de Outubro, foi administrado e que aguarda neste momento a chegada de novas vacinas.

Segundo a mesma, o director nacional da Saúde avançou que se está a preparar as vacinas para serem enviadas, esperando que o estoque seja reposto até ao dia 05 de Novembro, para a retoma da campanha.

As pessoas que receberam a primeira dose da vacina AstraZeneca e que esta semana deveriam receber a segunda, segundo a delegada de Saúde, serão notificadas das datas assim que o estoque for reposto.

Quanto ao número de pessoas vacinadas, na terça-feira, 02, não foi possível actualizar os dados devido a falha no sistema, mas os dados relativos a 22 de Outubro, indicam que 8.201 pessoas já tinham recebido as duas doses da vacina num universo de 12.616 pessoas, o que corresponde a 65 por cento (%) da população elegível, no município de São Filipe

Com relação à primeira dose, o número de pessoas vacinadas é de 11.817, representando 93,6% da população elegível, faltando neste momento mais 800 pessoas para atingir o total da população elegível para a vacina, que é de 12.616.

No município de Santa Catarina, os dados apontam para mais da metade da população imunizada com as duas doses da vacina.

Até o passado dia 22 de Outubro estavam vacinadas com duas doses 1.562 pessoas, correspondendo a 51,2% e com a primeira dose 2.483 pessoas, representando 81,5%.

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)