domingo, 25 setembro 2022

D Desporto

Spartak e Juventude despromovidos ao segundo escalão

A equipa da Juventude, ao perder, sábado, por 3-1 frente ao Grito Povo, é despromovida ao segundo escalão juntamente com o Spartak, quando ainda falta uma jornada para o término do campeonato do primeiro escalão.

Neste momento, a formação de Juventude contabiliza 13 pontos e fica assim muito distante do Valência, que ocupa a oitava posição e tem mais sete pontos do que a formação de Juventude, que regressa, assim, ao segundo escalão.

Além da derrota da Juventude por 3-1 frente ao Grito Povo de Mosteiros, a penúltima jornada do campeonato do primeiro escalão forneceu os seguintes resultados: No Pintcha 1 – Vulcânico 1, Botafogo, já campeão, 2 – Valencia 0, Académica 2 – ABC de Patim 2.

O jogo entre Spartak e Desportivo de Cova Figueira não se realizou devido a não comparência da formação do Spartak.

Classificação após a 17 jornada: Botafogo 42, No Pintcha 32, Académica 32, ABC de Patim 23, Vulcânico 23, Grito Povo 22, Desportivo 21, Valencia 20, Juventude 13 e Spartak sete pontos.

Com relação ao segundo escalão, realizaram-se os jogos referentes à segunda jornada da segunda fase, que é disputada entre os dois primeiros classificados do grupo de São Filipe e de Mosteiros/Santa Catarina do Fogo, com os seguintes resultados: Baxada de Cova Figueira 2 – Cutelinho de Mosteiros 2 e Unidos do Norte 1 – União de São Lourenço 0.

Baxada lidera com quatro pontos, os mesmos que Unidos do Norte, seguido do Cutelinho de Mosteiros com dois pontos e União de São Lourenço com zero ponto.

Na próxima quarta-feira, 13, jogam-se as meias-finais da Taça Fogo com as partidas No Pintcha – União de São Lourenço (Estádio Francisco José Rodrigues) e Académica – Botafogo (Campo de São Lourenço)

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)