domingo, 25 setembro 2022

Covid-19/Fogo: Director Regional diz que há “necessidade real” de realização de testes às pessoas que se deslocam à ilha

O director do hospital São Francisco de Assis e da Região Sanitária Fogo/Brava, Evandro Monteiro, considerou hoje que há uma necessidade real e clara” de realização de testes a todas as pessoas que visitam a ilha do Fogo.

O posicionamento foi defendido na reunião semanal da equipa de combate à pandemia da covid-19 no município de São Filipe, sublinhando que independentemente da origem todas as pessoas que se deslocam à ilha devem ser testadas.

A ilha de Santiago, que tem maior fluxo de movimentação de passageiros com a ilha do Fogo, todas as pessoas devem fazer testes antes da vinda, seja pela via marítima, seja pela via aérea, disse Evandro Monteiro, que insiste nesta necessidade, “porque há casos de pessoas que vieram e testaram positivas”.

“Nesta fase que atravessamos justifica a urgente realização de testes para as pessoas que visitam a ilha, inclusive as que chegam dos Estados Unidos da América e da Europa, para evitar que a ilha continue a receber as pessoas, mas em segurança”, disse o médico.

Por outro lado, salientou que se antes era necessário realizar testes para quem viaja do Fogo para as outras ilhas, que no seu entender deve manter-se, também deve ser “obrigatório” a realização de testes para pessoas que venham visitar a ilha do Fogo.

Com relação a casos da covid-19, a delegada de Saúde de São Filipe, Joana Alves, indicou que na semana que terminou no dia 31 de Janeiro o município contabilizou 11 casos novos, mais nove que na semana anterior, contando o município com 11 casos activos.

Estes casos foram encontrados num total de 351 amostras analisadas, o que corresponde a uma taxa de 3,1 por cento (%), mas estão ainda pendentes para serem analisadas um total de 12 amostras.

Os casos activos estão localizados em Campanas de Baixo (cinco), Curral Ochô (dois), Bila Baixo, Achada Pato, Xaguate e Lém com um caso cada.

Neste momento, a ilha do Fogo contabiliza perto de dois mil casos acumulados da covid-19 (1949)  desde o surgimento do primeiro caso a 17 de Agosto de 2020, sendo Santa Catarina com 95 casos acumulados, Mosteiros com 420 e São Filipe com 1.434 casos.

Há ainda 1.915 recuperados, sendo Santa Catarina com 92, Mosteiros 413 e São Filipe 1.417, e seis óbitos, quatro em São Filipe e um nos Mosteiros e outro em Santa Catarina.

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)