17-11-2018

N Notícias

IEFP e ASDE celebram protocolo para implementação de acções de formação

O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), através do Centro de Emprego e Formação Profissional do Fogo, celebrou hoje um protocolo com a Associação de Solidariedade para o Desenvolvimento (ASDE) visando implementação de acções de formação profissional.

O protocolo foi rubricado, na cidade de São Filipe, pelo director do Centro, José de Pina, e pela administradora-geral da ASDE, Maria da Graça.

Na ocasião, o responsável do Centro agradeceu a abertura e disponibilidade da ASDE para esta parceria que, segundo o mesmo, “dará muitos frutos”, porque desde a primeira hora esta associação manifestou a intenção e disponibilidade para celebrar este protocolo.

José de Pina lembrou que as atribuições e missões das duas instituições convergem para o mesmo propósito.

Isto porque, conforme explicou, a ASDE prossegue um fim que é o desenvolvimento social, humano e cultural da população da ilha, realizando várias actividades nas áreas de turismo, agricultura, educação e formação, e o IEFP, através do Centro de Emprego tem esta missão e o propósito de promover emprego e empregabilidade através de execução de política activas e passivas de emprego como caso de formação, estágios profissionais, empreendedorismo e auto emprego.

Neste sentido, há várias actividades dentro do sector da formação profissional, nomeadamente na área de turismo (cursos de cozinha e de alimentos e bebidas) que a ASDE dispõe de capacidade instalada que, juntamente com a capacidade técnica do IEFP, permite organizar acções de formação.

O protocolo abarca ainda, segundo o director do Centro, as áreas como estágios profissionais, em curso, já que a ASDE acolhe estagiários no âmbito do programa nacional de estágios profissionais e para o próximo ano está programado estágio profissional empresarial, e o curso de cozinha que é desenvolvido em estreita colaboração entre as duas instituições.

A administradora-geral da ASDE, Maria da Graça, disse que a intenção com a celebração do protocolo é contribuir para a formação profissional na ilha do Fogo.

“Como uma associação de solidariedade e desenvolvimento não podíamos estar fora desse processo, porque entendemos que a formação é a base para o desenvolvimento”, disse Maria da Graça, indicando que a ASDE tem vários projectos, desde aldeia turística “Casa do Sol”, vinha Maria Chaves, adega Monte Barro e auditório Padre Pio Gottin, infra-estruturas que estão na ilha para servir o seu desenvolvimento.

Sublinhou que ao apoiar qualquer iniciativa de formação a ASDE também será beneficiada e a ilha do Fogo só terá a ganhar.

No quadro do protocolo, as acções iniciaram-se com a formação na área de cozinha ao que irão seguir outras formações, quer a nível de turismo como a nível de enologia e vitivinicultura, sectores que a ASDE considera “essenciais”.

Inforpress/Fim

Comments fornecido por CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)